Mais lidos

Parashat Mishpatim

Para onde vamos a partir daqui?

O Trecho Diário: Mishpatim

Para onde vamos a partir daqui?
A coisa mais surpreendente sobre o Parashat Mishpatim é o Parashat Mishpatim. Rav Adin Steinsaltz explica o seguinte: Como podemos fazer a transição do evento dramático e emocional do Monte Sinai na parasha anterior para uma parasha com uma lista de 53 mitzvot que abrangem todas as áreas da vida? Como é possível ir da entrega da Torá a instruções sobre como cuidar de seu burro ou o que acontece quando alguém quebra seu dente ou o machuca?
Para fazer grandes coisas, precisamos começar com os menores detalhes. Somente assim podemos criar significado e perpetuar o Monte Sinai, trazendo o que aconteceu lá no dia a dia. Em contraste com o ditado que 'os fins justificam os meios', a Torá nos convida a ver as coisas de maneira completamente diferente e declarar que 'os meios justificam os fins'. Não podemos manter conosco os trovões e os raios do Sinai, mas podemos pegar o espírito do Sinai e incorporá-lo às mitzvot, esteja no mercado, em casa, no banco ou no carro. 
Estamos acostumados a olhar para o céu quando falamos de D'us, mas o Parashat Mishpatim nos ensina que ele também é encontrado no papel-moeda que usamos para comprar coisas, na maçã que comemos e em nosso relacionamento com o atendente do estacionamento “.