Mais lidos

Trecho diário - Sivan Rahav Meir

Começamos

O Trecho Diário

Começamos
Duas queridas datas caras se únem hoje: 1º de setembro e Alef Elul. Ambos, sem exagero, nos lembram a causa  básica e essencial de nossa existência. Em 1º de setembro, mais de dois milhões de crianças israelenses retornam às escolas. Seus pais votarão em todos os tipos de partidos, mas os conduzirão no primeiro dia de aula com a mesma empolgação e esperança. Naomi Shemer escreveu uma vez as seguintes palavras para Yehoram Gaon: "Pela minha janela vejo, uma rua como um rio corrente, e pessoas para o trabalho diário caminham e bebês que aprendem Torá com uma mochila nas costas." O refrão é "não me vencerão, não me vencem tão rápido". Gaon explicou uma vez que essa era a base da vitória de uma sociedade: um rio corrente de bebês que começam a estudar, com uma mochila nas costas. Esta manhã, veremos um rio como este novamente.
Alef Elul abre os dias de arrependimento, misericórdia e perdão. 40 dias até Yom Kipur. No mundo da yeshiva, começa o "Tempo de Elul", um tempo estudo e reflexão intensivos, e em todo o mundo judaico sentirão um pulso diferente. A oportunidade anual de alterar e abrir uma nova página começa. Este ano Elul apresenta um desafio especial: Não apenas  dizer em que os políticos estão errados, não  atacar setores e partidos, mas  direcionar críticas a nós mesmos, para ver como podemos melhorar. Em confissão no Yom Kipur - que virá depois de toda essa turbulência - diremos "nossa culpa, nossa traição" e não "Gantz está errado, Bibi está errado".
Bons começos.