O Trecho Diário - Parashat Shelach
Mais lidos

Qual é a sua mensagem?

A porção diária - Parashat Shelach

A porção diária - Parashat Shelach
Certa vez, o cantor Shuli Rand foi perguntado em uma entrevista se ele não era um missionário judeu, já que ele canta sobre fé, oração e D'us. Rand respondeu: "Claro que eu sou um missionário, mas você também é. E Static e Ben-El (uma famosa dupla pop israelense) - eles não são missionários? Todo mundo tem uma mensagem que eles estão tentando transmitir em cada palavra. que eles estão dizendo. Mas eu sou o único que é perguntado se sou um missionário ".
A Parasha desta semana nos ensina que quase não existe objetividade. Somos todos subjetivos. Todos nós falamos do nosso próprio mundo de valores. Doze espiões foram a Eretz Israel e retornaram com duas conclusões opostas: Dez espiões afirmam que a nação deve retornar ao Egito e que não há razão para continuar, porque não há chance de chegar em Eretz Israel, e apenas dois tentam convencer a nação que vale a pena ir adiante. Quem está certo"? A resposta a essa questão depende, é claro, de quem você é e com que óculos você olha a realidade. É interessante que a grande maioria estava errada e escolheu o desespero e o cinismo. Apenas dois, a minoria, optaram por ir para a Terra Prometida, agarrados à sua fé e esperança. Milhares de anos depois, lemos essa porção em Eretz Israel, a Terra que a maioria do povo naquela época no deserto achava que não tínhamos chance de alcançar.
O pecado dos espiões é considerado entre os nossos comentaristas um pecado fundamental, talvez porque ele esteja entre nós até agora. Somos todos missionários. A questão é: missionários com quais valores?

Shabat Shalom!