Mais lidos

O que aprender com a Festa das árvores? / O Trecho Diário

O que aprender com a Festa das árvores? / O Trecho Diário para Tu BeShvat / Sivan Rahav-Meir

O que aprender com a Festa das árvores? / O Trecho Diário
Uma professora me disse uma vez que há quatro palavras que caracterizam esse época: "eu", "aqui", "agora" e "tudo”. É por isso que Tu BeShvat (dia 15 do mês de Shevat), que cai hoje, é um dos dias mais importantes que há. Ele vai contra estas quatro palavras. Não se comemora a Festa das árvores na primavera, mas no inverno. Não no momento em que tudo já está florescendo e maduro, mas no momento em que ainda não se vê os resultados. Nós não obtemos tudo aqui e agora, mas esperamos. No momento, é necessário apenas plantar, regar, investir, acreditar e ter esperança. Essa reflexão sobre a natureza nos lembra que a vida tem processos lentos e ocultos, que as coisas se desenvolvem abaixo da superfície, que não vemos tudo imediatamente e, portanto, temos que continuar a cultivar e ser pacientes. Isso é verdade na educação das crianças, nos relacionamentos conjugais, nos estudos e em todos os campos significativos. Em uma geração em que esperamos impacientemente ver dois "V" azuis, recebemos uma vez por ano um lembrete para os itens mais importantes: paciência, trabalho contínuo, investimento, dedicação. Todos eles trazem resultados e frutos. Feliz Tu BeShvat.