Um segredo

Parashat Vayeshev

Há um segredo - Trecho diário

Sivan Rahav Meir - Há um segredo - O Trecho Diário

28.11.18 | 22:25
Sivan Rahav Meir - Há um segredo - O Trecho Diário
Hoje é dia 19 de Kislev. Os chassidim de Chabad, e não apenas eles, estão celebrando em todo o país e pelo mundo. Por quê? O que isso significa?
 
1.            Há exatamente 220 anos, o fundador do Chassidismo Chabad deixou a prisão russa. Na verdade, naquele dia o Chassidismo saiu da prisão. Desde então, é possível divulgar e estudar o chassidismo livremente. O livro que ele escreveu, o Tanya, tornou-se um livro judaico básico e popular em todo o mundo.
2.            O que o chassidismo nos lembra? Antes de mais nada, que há um segredo nesta vida. Que dentro do corpo existe uma alma. Que existe uma luta constante entre o bem e o mal, e podemos e devemos decidir a cada momento. Que todo pensamento, fala e ação faz a diferença. É fácil esquecer isso na sequência de outras manchetes que nos bombardeiam, mas essa é realmente a principal manchete de nossas vidas.
3.            Há alguns anos, me juntei ao estudo diário de Tanya. Um trecho curto todos os dias. Nem sempre entendo, nem sempre estou concentrada, mas é um minuto diário de dedicação à camada interna da realidade. Um lembrete importante entre a preparação dos sanduíches para as crianças e o engarrafamento na estrada, ou entre a transmissão no estúdio e o WhatsApp.
4.            Outra coisa que aprendi: se você estuda um pouco todo dia, um pouquinho e mais um pouquinho, ao final se chega a uma grande conquista. Então parabéns, para mim e para dezenas de milhares de pessoas que estudam em Israel e em todo o mundo. Terminamos o Tanya hoje - só para começarmos de novo, desde o começo. Porque o chassidismo tem muito mais para consertar em nós e no mundo inteiro.
 
Mais lidos
https://br.hidabroot.com/