Mais lidos

Pessach

As Leis da venda de chametz

A venda inclui também qualquer chametz que esteja em outros lugares que não sejam a propriedade do vendedor. O comprador pode depositar nas mãos do vendedor as chaves do recinto no qual o chametz está guardado. Porém o comprador não pode lacrar o recinto de tal modo que impossibilite a entrada do comprador.

Pessach - como vender o Chametz
A pessoa que possui chametz em sua propriedade em Pessach, a cada momento transgride a proibição de "bal ieraê ubal imatsê- que não seja visto e não se encontre (em sua posse)". É proibido consumir e é proibido ter proveito deste chametz. Esta proibição é para sempre. Portanto, a pessoa que possui uma grande quantidade de chamtez, deve ser vendido a um gentio antes de Pessach, no momento que ainda é permitido ter proveito dele (antes do horário final para queimá-lo).
A venda do chametz deve ser feita com plena consciência que este chametz é vendido e passado a total posse do gentio. Que seja vendido num preço razoável. Depois de Pessach, deve cobrar do gentio a dívida pelo chamtez. Caso este não tenha como pagar, o vendedor deve pedir aue devolva o chametz comprado.
O chametz que ele vende ao gentio não deve estar na casa do vendedor. Caso o gentio leva o chametz para dentro de sua casa, é bom. Mas se não, a venda deve incluir o aluguel do lugar no qual o chametz está armazenado.
No contrato de venda, deve estar escrito o nome do comprador e por quanto foi alugado o local do chametz. Assim também deve ser citado todo o chametz que foi vendido. Mesmo estando escrito no contrato de venda, o vendedor deve mencionar verbalmente também.
Chametz que está num recipiente, este não deve ser vendido junto com o chametz, para que não haja obrigação de imergi-lo no mikvê após Pessach.
A venda inclui também qualquer chametz que esteja em outros lugares que não sejam a propriedade do vendedor.
O comprador pode depositar nas mãos do vendedor as chaves do recinto no qual o chametz está guardado. Porém o comprador não pode lacrar o recinto de tal modo que impossibilite a entrada do comprador.
É proibido fazer uma condição com o gentio que após Pessach, este é obrigado a vendê-lo ou que o judeu está obrigado a retornar e comprar. Mas pode prometer comprar novamente e dar lucro.
Caso o chametz de um judeu esteja na posse de um gentio ou vice-versa, o usuário deve perguntar à uma autoridade rabínica, como conduzir.
Chametz que não foi vendido, é proibido eternamente ter proveito dele. Portanto, ao comprar produtos de chamtz após Pessach, devem ser tomados os seguites cuidados: 1- que este chametz tenha sido vendido conforme as determinações da halachá. Portanto, em lojas ou restaurantes, além da obrigação de que o certificado de cashrut deve estar exposto, o certificado da venda de chametz também deve estar exposto.