Parashat Tzav - Korban Shlamim e Toda - Agradecimento
Mais lidos

Parashat Tzav

Korban Shelamim- sacrifício de agradecimento e sacrifício de doação.

Uma pessoa que estava em perigo mortal e foi salvo de morte certa que o envolveu, sente imensa alegria em todo o seu ser. Ele é cheio de gratidão, buscando expressão para este sentimento. No mundo da fé judaica, a expressão de gratidão à providência Divina, acrescenta um toque de perfeição à sensação de bem-estar que habita no coração do sobrevivente.

Shabat Parashat Tzav - Agradecimentos e Outros Korbanot
Uma pessoa que estava em perigo mortal e foi salvo de morte certa que o envolveu, sente imensa alegria em todo o seu ser. Ele é cheio de gratidão, buscando expressão para este sentimento. No mundo da fé judaica, a expressão de gratidão à providência Divina, acrescenta um toque de perfeição à sensação de bem-estar que habita no coração do sobrevivente.
O sacrifício de agradecimento daqueles que foram salvos de certo perigo que poderia ter consequência fatal, é chamado de "Shelamim". Os significados desta palavra são dois, que na verdade completam um ao outro. Shelamim tem o significado de apaziguado, Shalom, paz. A paz expressa a relação homogênea entre os participantes desta sociedade, que neste caso são D'us e o povo de Israel. Outro significado desta palavra, é completo-integral. Os dois conceitos são entrelaçados, como o visto na Mishná (Uktsin 3:12): Disse Rabi Shimon Ben Chalafta que D'us não encontrou um recipiente que segura (absorve) a berachá no povo de Israel, somente a paz. Isto é provado no Tehilim (29:11): "... D'us abeçoará seu povo com a paz". 
Este sacrifício não chegou com o intuito de expiar algum pecado. Este é um sacrifício de alguém que procura a proximidade de D'us, oriundo de um estado de perfeição espiritual, conforme o citado na Torá (Vaikrá 7: 11-12) " "E esta é a doutrina do sacrifício das ofertas pacíficas, que ele sacrificará a D'us. Caso sacrifique sobre o agradecimento...".
Na vida comum, o homem perde a verdadeira compreensão do segredo de sua existência. Ele não aprecia o valor total dos dons de sua vida. Durante a maior parte de seus dias, reclama do que ele não tem. No entanto, se essa pessoa foi salva das profundezas do mar, se foi libertado após anos de estar preso no calabouço, se foi salvo de bombas incendiárias na fronte de batalha, se foi curado de uma doença grave, em todos estes casos sua sua existência estará em uma nova dimensão. Um novo tipo de gosto e amor pela vida, um gosto que ele nunca conheceu. Agora ele gosta da própria vida, e se não fosse pelo perigo de sua própria perda, ele teria sentido isso. O perigo e salvação fizeram dele uma pessoa diferente, uma pessoa mais viva, uma pessoa que põe na prática muitos poderes e forças escondidos.
Mas, ao mesmo tempo, todas essas camadas, são camadas externas das emoções do coração. Caso esteja satisfeito apenas com isso, subtrai de si uma qualidade adicional, omite uma integralidade abrangente e superior.
Um menino que encontra na rua um computador sofisticado com o qual ele sonhava muito, será muito feliz. Seu prazer e alegria aumentarão imensamente quando seu pai lhe der o mesmo computador em reconhecimento a seus esforços em ser um bom filho. É o mesmo computador, mas a alegria é maior. O computador que ele recebeu de seu pai foi dado conscientemente e não o alcançou por acaso. Atrás dele está o pensamento amoroso de um pai compreensivo. O computador tornou-se um meio de expressar sentimentos de proximidade e respeito. A proximidade do pai enche seu coração de alegria, além do presente em si.
Esses sentimentos podem ser sentidos no coração de toda pessoa que é salva de problemas. Sua alegria é imensa. Mas se ele também sabe que neste momento foi tocado pela mão carinhosa da Divina Providência, ele ficará muito mais feliz. Caso sinta que uma força superior pensou nele e resgatou-o, sua alegria aumentaria imensamente. O resgate será transformado uma fonte de proximidade ao Eterno, expressada neste sacrifício de agradecimento que é um sacrifício de Shelamim. Ao oferecer este sacrifício, ele acrescenta um toque de vida à sua alma, uma perfeição adicional.
Este é o primeiro aspecto do sacrifício de agradecimento.
Na parashá existem mais dois tipos de sacrifícios de Shelamim, Neder e Nedava (Vaikrá 7:26).
Ambos significam um sacrifício feito simplesmente por doação, porém existe uma profunda diferença entre os dois.
No Talmud (Nedarim 9a, no comentário do Ran), consta o seguinte: Neder- algo que é doado, porém não de todo coração. Nedava- algo doado de todo coração.
Ambos sacrifícios são diferentes do sacrifício de agradecimento, mesmo que todos são sacrifícios de Shelamim. O sacrifício de agradecimento é trazido por um motivo externo, por salvação de situação perigosa.  Os sacrifícios de Neder e Nedava, são oferecidos não devido a um fator externo. Eles refletem o estado de paz existente no coração de cada um e um.
A raiz da palavra "shelamim", é "shalem- completo,integral". Isto significa que uma situação completa e integral, não é aquela que "não falta nada", ou como várias pessoas respondem sobre como estão, "não tenho nada a reclamar". A verdadeira paz não é apenas uma falta de perturbação, a verdadeira paz é uma expressão de uma harmonia interna.
Todo o sacrifício deriva do sentimento de totalidade. Em sua totalidade, a proximidade de Deus é necessária - em virtude da satisfação que não tem um sentimento de inferioridade. Sua conclusão está faltando apenas a proximidade de Deus. "Todo" é o ponto culminante da visão judaica da vida.
Esta é a grande mensagem. Esta é a forma verdadeira e correta do serviço que devemos prestar a D'us