Shabat Hagadol antes do Pessach
Mais lidos

Parashat Tzav

Shabat Hagadol

"Por que vocês estão pegando o cordeiro?" O povo de Israel respondia: " para sacrificá-lo no sacrifício de Pessach conforme nos ordenou nosso D'us ". Os egípcios ficaram muito irritados rangendo os dentes de raiva, com o abate de seu deus, mas não lhes foi permitido dizer e fazer nada a eles. Em nome deste grande milagre, este Shabat é chamado de "Shabbat Hagadol – o grande Shabat".

Shabat Hagadol
O Shabat anterior à Pessach, é chamado de "Shabat HaGadol- O grande Shabat". 
Diversas razões existem para este título.
Uma delas é que, no Shabat, antes da saída do Egito, no décimo dia do mês de Nissan, o povo de Israel foi ordenado a cumprir a primeira mitsvá, pelo fato que foram considerados como um povo pela primeira vez. (Avraham sendo uma pessoa particular, já tinha sido ordenado, por exemplo, sobre a mitsvá de Berit Milá, mas como povo está foi a primeira vez). Consta na Torá (Shemot 12:3): "No décimo dia deste mês (Nissan), que peguem cada homem um cordeiro (para o sacrifício de Pessach) para família, um cordeiro por casa".
Grandes milagres aconteceram com o povo de Israel naquele Shabat. Os egípcios viram o povo de Israel pegando um cordeiro (que era a idolatria dos egípcios) e amarrando-o aos pés da cama (para verificar se estava sem deficiências que invalidariam-o para o sacrifício) e lhes perguntavam: "Por que vocês estão pegando o cordeiro?" O povo de Israel respondia: " para sacrificá-lo no sacrifício de Pessach conforme nos ordenou nosso D'us ". Os egípcios ficaram muito irritados rangendo os dentes de raiva, com o abate de seu deus, mas não lhes foi permitido dizer e fazer nada a eles. Em nome deste grande milagre, este Shabat é chamado de "Shabbat Hagadol – o grande Shabat".
Antes que o povo de Israel preparou o cordeiro para que esteja adequado ao sacrifício, os egípcios já haviam ouvido sobre a última praga prestes a vir, a praga dos primogênitos, porém não sabiam em qual dia seria. 
O aviso desta praga foi no dia 7 de Nissan. Ao escutarem que o povo de Israel havia preparado o cordeiro para o sacrifício, os primogênitos se dirigiram ao Faraó e a seus serventes, para que  mandassem o povo à liberdade, para que eles (e também Faraó que era primogênito), não morressem. Faraó e seus serventes não aceitaram este pedido, os primogênitos fizeram guerra contra os egípcios, e muitos deles morreram neste dia. Isto é o que está escrito no Tehilim (136:10), "... le makê mitsraim bivchoreihem – ao que (causou), que os egípcios fossem golpeados por seus primogênitos"
Encontramos em Chazal outras razões para este nome: neste Shabat foi o "bar-mitsvá" do povo de Israel, pois iniciaram o julgo das mistvót como um povo. Portanto este Shabat é chamado de Shabat Hagadol, pois o povo entrou na "maioridade de mitsvót".
Neste Shabat, lemos na Haftará as palavras do profeta ( Malachi 3:23): "Eis que eu vos envio o profeta Eliahu antes da vinda do dia de D'us, o GRANDE e terrível". Esta profecia é o fim de todas as palavras dos profetas e a sua consolação, pois Malachi é o último dos profetas.