Mais lidos

Feriados Judaicos

Rosh Hashana

Razões para os costumes de Rosh Hashaná

01.09.17 | 20:43
Rosh Hashana

1. Shofar

Rav Saadia Gaon ofereceu dez razões pelas quais sopramos o Shofar em Rosh Hashana:

1. O Shofar é como a trombeta que anuncia a coroação de um rei. É por isso que é usado em Rosh Hashanah, o aniversário do universo. Naquele momento, aceitamos o reinado de Hashem. Nossas tefilot e soprares do shofar são como a cerimônia de coroação em que Klal Yisroel coroa Hashem como O Rei.

2. O Shofar nos chama a examinar nossos atos e a retornar a Hashem, que sempre nos aceitará se somos sinceros. É por isso que sopramos o Shofar em Rosh Hashana, que é o primeiro dos Aseret Yemei Teshuvá. (Dez dias de arrependimento)

3. O Shofar nos lembra do Shofar que foi soprado quando a Torá foi dada em Har Sinai; Assim, nos lembramos de estudar e apreciar a Palavra de Hashem.

4. O Shofar lembra a voz dos neviim, cujas vozes soaram como o soprar do Shofar ao chamar as pessoas para fazer justiça e misericórdia e seguir os caminhos sagrados.

5. O Shofar parece chorar, o que nos lembra a destruição do Beit HaMikdash e, assim, nos convida a trabalhar para a Geulá.

6. O Shofar, uma vez que é um chifre de carneiro, nos lembra da ligação de Yitzchok, quando Hashem forneceu um carneiro para ser sacrificado. Assim, somos chamados a ser tão fiéis a Hashem como Avraham, e ser inspirados por seu exemplo de sacrifício e amor de Hashem.

7. O Shofar nos denomina a ser humilde - o sopro poderoso nos lembra da força de Hashem e do fato de que Hashem está em todos os lugares em todos os momentos.

8. No dia do julgamento final, um Shofar será soprado para anunciar o reinado de Hashem sobre todos os seres - nossos sopross de Shofar nos lembram para nos preparar para o julgamento de Hashem de nossos atos.

9. O Shofar prefigura o jubiloso retorno à liberdade e à paz quando todos acabamos em Yerushalayim na época de Mashiach. Isso nos faz lembrar de ter esperança e fé no poder salvador de Hashem.

10. O Shofar será soprado nos tempos do Mashiach para anunciar a redenção do mundo inteiro, quando todas as nações reconhecerão que Hashem é Um.

2. Maçã e mel

A origim do costume de comer frutas especiais em Rosh HaShanah é a Guemará em Horayot 12a. Enquanto a guemará dá uma lista de frutas e vegetais recomendados para comer, não é mencionada  ação de mergulhar a maçã no mel. A fonte mais antiga para a maça no mel é do Abudraham citada pelo Rema (Orach Chaim 583: 1). Qual é o significado desse costume famoso? O Moadim L'Simcha traz uma série de razões.

1. O Maharil diz que Yitzchok Avinu sentiu o cheiro de um pomar de maçã quando ele comentou do cheiro agradável que Yaakov troxe quando  entrou para receber as bênçãos. O Gaon de Vilna em seu comentário diz que isso aconteceu em Rosh HaShanah.

2. O Ben Ish Chai diz que as maçãs dão três prazeres: cheiro, aparência e gosto que correspondem a três bênçãos que gostaríamos de receber para o próximo ano: Benei: (Crianças e Nachat delas), Chayai (Vida / Saúde) e Mezonei (meios de subsistência).

3. O Zohar diz que o vinho simboliza Din ou julgamento. As maçãs são comidas após o vinho, para não serem prejudicadas pela força do vinho. Portanto, como Rosh HaShanah é um tempo de Din, comemos maçãs para adoçar o julgamento.

4. Em Rosh HaShanah queremos que Hashem se lembre das cinzas de Akeidat Yitzchak. As cinzas que acumulam no altar de todos os sacrifícios são chamadas Tapuach ou maçã.

5. "Tapuach" tem o mesmo valor numérico que "Peru V'Revu" ("ser frutífero e multiplicar") e "Dvash" tem a mesma gematria que "Isha". Rosh HaShanah é um momento especial para as mulheres estéreis serem lembradas por Hashem e abençoadas com crianças, assim como Sarah e Chana foram abençoadas neste dia e engravidaram. Nós, portanto, comemos Tapuach B'Dvash como um presságio para a fertilidade.