Parashat Ekev para crianças

Parashat Ekev

Parashat Ekev para crianças

O homem se levantou e partiu para o palácio. Por um momento ele ficou em silêncio no portão, e no instante seguinte começou a correr. Os guardas ficaram momentaneamente atordoados e imediatamente correram atrás dele. Ele fugiu e correu com tremenda velocidade, e quando as guardas conseguiram alcançá-lo, ele já estava à frente do Rei.

07.08.17 | 10:41
Parashat Ekev para crianças
"Tu comerás, ficarás satisfeito e abençoarás" (Deuteronômio 8:10)

Um pobre homem queria encontrar no rei. "Quero contar-lhe sobre todos meus problemas, a fome dos meus filhos, e talvez o rei me ajude e me dê algum dinheiro.

O pobre homem sabia que não era fácil entrar no palácio. Os soldados ficam de guarda no portão e guardam bem, para que ninguém se atreva a entrar sem permissão. Mesmo que ele consiga atravessar o portão externo, os guardas na portão interno o prenderiam e não o deixariam continuar andando.

"O que farei?" Pensou o pobre coitado: ​​"Quero tanto falar com o Rei! Ele chorava e suspirava, até que de repente, pensou e planejou uma maneira de como poderia entrar no palácio.

Um dia, o pobre homem decidiu: "Hoje, eu vou ao Rei, não me importo com nada, e nenhum soldado conseguirá me prender, eu quero conversar com o Rei, e eu não deixarei que ninguém me impeça de fazer isso"

O homem se levantou e partiu para o palácio. Por um momento ele ficou em silêncio no portão, e no instante seguinte  começou a correr. Os guardas ficaram momentaneamente atordoados e imediatamente correram atrás dele. Ele fugiu e correu com tremenda velocidade. Quando os guardas conseguiram alcançá-lo, ele já estava à frente do Rei.

"Eu quero falar com o Rei", o pobre homem começou a chorar em voz alta.

"Venha aqui, saia imediatamente daí!" Os soldados gritaram para ele.

Mas no meio do tumulto, a voz do Rei de repente soou: "Deixe-o, ele se empenhou tanto para entrar ... deixam ele falar, vamos ouvir o que ele quer, estou lhe dando cinco minutos do meu tempo".

E o pobre homem, ansioso, começou a falar: "Senhor, Rei ... Queria perguntar ... Não tenho dinheiro - Não consigo comprar pão para as crianças ... Ei, espere!" De repente, o pobre homem parou, olhou com curiosidade para a coroa do Rei e disse: "Que lindo diamante em vossa coroa!"

O Rei ficou atônito e disse ao pobre: ​​"Você veio aqui para fazer pedidos, para não admirar os diamantes da coroa."

"Sim, está certo", disse o pobre homem, "eu também queria perguntar sobre meus filhos - eles estão doentes e ... Ei, espere, O que é isto ali?  Que pássaro raro, o que está procurando aqui? "

O Rei viu que o pobre não aproveitava a preciosa oportunidade e disse aos soldados para tirá-lo do palácio ...

A parábola é a bênção dos alimentos (Bircat hamazon) . Temos uma oportunidade maravilhosa de vários minutos para pedir a D'us as nossas necessidades - o sustento, a bondade a salvação e muitas outras coisas boas que são detalhadas na bênção dos alimentos. Mas algumas pessoas, em vez de aproveitar esse precioso tempo, pensam em outras coisas que não são importantes. Afinal, estamos no meio de perguntar ao Rei - será que é bom que nossa cabeça esteja ocupada ao mesmo tempo em outros assuntos? É estranho e inútil!

Quando fazemos pedidos ao Rei dos Reis, tentaremos nos concentrar nas palavras da benção, e Hashem ouvirá nossa voz e cumprirá os nossos desejos. Amen!
Mais lidos
https://br.hidabroot.com/